Arquivo mensal: junho 2009

Novos Países aderem a abertura


Novos países aderem à abertura
Aumenta a todo instante o número de nações que admitem a realidade da presença alienígena na Terra
Militares e técnicos da OIFAA, da Força Aérea Peruana, analisam casos ufológicos registrados por controladores de vôo
Há décadas a Argentina tornou-se terra fértil em questões relacionadas com o Fenômeno UFO, e as fotografias, vídeos e relatos sobre avistamentos, encontros do terceiro grau e casos de contato direto com alienígenas multiplicam-se praticamente em todo seu território, sob constantes ondas ufológicas. O país é, sem dúvida, uma referência na casuística mundial. Obviamente, assim como em inumeráveis nações, existem documentos oficiais que seguem classificados como sigilosos e confidenciais, longe do alcance dos pesquisadores civis. Para modificar esta situação, um verdadeiro dream team de ufólogos decidiu criar uma associação que já deu início a uma campanha para juntar milhares de assinaturas e solicitar à presidente Cristina Kirchner e ao Congresso argentino que se elabore uma lei para que todos tenham acesso aos expedientes secretos ufológicos. A destacada investigadora Silvia Simondini, do grupo Visión OVNI, coordenou uma reunião realizada em meados de abril, no Museu OVNI da cidade de Vitória, na província de Entre Rios.

Fonte: ufo.com.br

Anúncios

DISCO VOADOR NA CIDADE DE FRANCA SP


O representante de vendas Walder Luís Pinto da Matta, 42, garante ter visto um OVNI (Objeto Voador Não Identificado) sobrevoando os céus de Franca. A aparição, segundo ele, aconteceu repentinamente na tarde de quarta-feira, 25 de maio, e pôde ser vista nitidamente de sua casa na Vila Flores.

Por volta das 16 horas, ele falava ao telefone quando visualizou da janela de seu quarto um objeto branco e oval em deslocamento relativamente lento. Tudo demorou não mais que três minutos. “Não se parecia nem um pouco com um avião ou um balão”, relata, lembrando que o suposto “disco voador” estava em baixa altitude.

Impressionado, ele registrou a imagem com uma câmera fotográfica amadora (veja imagem abaixo) e garante que o objeto passou muito perto de um edifício vizinho. “Na hora em que fui ampliar o zoom da máquina, o objeto já estava quase passando atrás do prédio”, explica. Walder alega que é a primeira vez que observa algo do gênero durante o dia. No entanto, garante já ter visto outro fenômeno estranho à noite. Ele narra que certa vez viu objetos luminosos comparados a estrelas tendo um comportamento diferente e que “apareciam do nada” no firmamento. “Tenho certeza que não era estrela cadente nem satélite”, declarou enfático.

Para o presidente do CUB (Centro de Ufologia Brasileiro), Milton Dino Frank Júnior, com a foto não é possível evidenciar nada de extraterreno. Para ele, o sinal branco que aparece na imagem pode ter sido causado por um fenômeno óptico denominado Lens Flare, que em termos gerais é qualquer tipo de interferência luminosa inesperada que se espalha pela lente de uma câmera. “Se não houver nada de metal no terraço desse prédio, o objeto da foto poderá ser isso. Lentes com grande número de elementos como zooms tendem a exibir um maior Lens Flare. Como contêm superfícies múltiplas que vão se espalhando internamente o não desejado acontece”, explica. Ele desconsidera a presença de algum visitante em Franca.

De acordo com Frank Júnior, foram registrados do início de 2008 até agora mais de 1,6 mil casos em todo o Brasil, com predominância no Sul de Minas Geras, região Nordeste e interior de São Paulo. Somente este ano já foram 492 casos. Dos registros recebidos pelo CUB no ano passado, 67,3% ocorreram à noite e 32,7% durante o dia. De todos os casos, “98% são enganos, fraudes, fenômenos naturais, corpos celestes, satélites, esteira de condensação de aviões, fenômenos astronômicos, aviões, helicópteros, vagalumes, pássaros, efeitos de imagens e outros. Apenas 2% dos relatos ficam sem explicação”, estima.

Os fenômenos recentes que mais chamaram a atenção do Centro de Ufologia Brasileiro foram no fim de 2008, em Itatira, Ceará, a 216 quilômetros de Fortaleza. Centenas de aparições foram registradas e moradores disseram ter visto “uma grande bola parecida com a lua” sobrevoando a serra da comunidade de Mourão. No mundo, OVNIs são vistos com mais frequência na China. De cada cinco registros no planeta, um vem de lá. O último foi em 21 de maio, quando “objetos de luzes azuis e verdes” foram vistos sobre um templo budista em Xian.
FONTE JORNAL COMERCIO DA FRANCA SPufo_de_franca